8 de Abril de 2009 < Entrada Previa | Próxima Entrada >

Muçulmanos continuam sitiados nos EUA

1 de Abril de 2009
Coluna em Português
— A Constituição dos Estados Unidos protege as pessoas de serem acusadas duas vezes pelo mesmo delito. Mas no turvo mundo da detenção de imigrantes, prender alguém duas vezes pelo mesmo delito é algo totalmente legal.

Amy Goodman
Tradução: Katarina Peixoto e Carta Maior

Quando o presidente Barack Obama fez sua aparição pública com o presidente turco Abdullah Gul, no marco de sua primeira viagem a um país muçulmano, agentes federais dos Estados Unidos preparavam-se para prender Youssef Megahed em Tampa, Flórida. Apenas três dias antes, um juri de um tribunal federal de distrito dos EUA tinha o absolvido das acusações de transportar ilegalmente explosivos e de posse de um artefato explosivo. Ao reunir-se com Gul, Obama prometeu “desenhar uma série de estratégias que possam resolver a divisão entre o mundo muçulmano e o Ocidente, tornando-nos mais prósperos e mais seguros”.

<a href=http://www.cartamaior.com.br/templates/colunaMostrar.cfm?coluna_id=4278
/>Texto completo em Português en Carta Maior

<a href=http://www.democracynow.org/blog/2009/4/8/amy_goodmans_new_column_us_muslims_still_under_siege
/>Texto en inglés

< Entrada Previa | Próxima Entrada >

Programas recientes Ver más

Programa completo

Reportajes

    2014-0730_siegman1
    “Una matanza de inocentes”: Henry Siegman, una voz judía a favor de la paz, habla de Gaza
    Hoy presentamos un programa especial con el rabino Henry Siegman, ex director ejecutivo del Congreso Judío Estadounidense, ampliamente reconocido como una de las tres grandes organizaciones judías de EE.UU., junto con el Comité Judío Estadounidense y la Liga Anti Difamatoria. Nació en Frankfurt, Alemania, en 1930. Tres años más tarde, los nazis llegaron al poder. Tras huir de las tropas nazis en Bélgica, la familia de Siegman finalmente se trasladó a Estados Unidos. Su padre fue uno de los líderes del movimiento sionista europeo que...

Titulares

    Hoy no hay titulares.